Yuja Wang é uma pianista clássica nascida em Pequim em 1987. Desde criança, ela foi encorajada por seus pais – uma dançarina e um percussionista –, a tocar música. Aos 15, Yuja Wang venceu a competição de concerto do Festival de Música de Aspen e começou a atuar como profissional, recebendo elogios da crítica quando ainda era estudante no Curtis Institute of Music da Filadélfia. Sua mãe lhe ensinou sobre a importância do tempo, por isso, quando teve a oportunidade, Yuja sabia exatamente qual presente dar a ela.

Eu comecei muito cedo. Seis meses depois de completar seis anos, eu já tinha subido em um palco – É algo muito viciante, quanto mais você pratica e explora coisas novas, mais descobre... É um processo infinito de aprendizagem, de exploração e de descobertas.

A música é o que dá sentido à minha vida, é como um parâmetro que utilizo para mensurar a minha vida com base nas ideias criativas que tenho todos os dias. A carreira de solista é bem solitária, por isso sempre trago meu relógio comigo. Me lembro que estava usando este relógio na primeira vez em que fui escolhida para ser solista no Festival de Lucerna. Quando era artista residente no National Centre for the Performing Arts (NCPA), em Pequim, minha cidade natal, a Rolex também estava lá, como em todos os momentos marcantes da minha carreira.

Eu me lembro claramente de quando abri a caixa e vi este lindo relógio azul profundo olhando para mim. Isso aconteceu quando participava do Festival de Verbier, na Suíça, eu tinha 21 anos Para mim, ele é muito mais que um simples relógio. É um símbolo de beleza, elegância, paixão, precisão e perfeição – qualidades que busco na música clássica. Assim como a vida, ele está sempre em movimento. O tempo não para e isso me lembra do quão precioso ele é.

Para mim, ele é muito mais que um simples relógio. É um símbolo de beleza, elegância, paixão, precisão e perfeição – qualidades que busco na música clássica.

Quando jovem, minha mãe sempre me disse que o tempo era a coisa mais preciosa e importante na vida, pois uma vez que ele passa, não podemos mais recuperá-lo. Não se trata apenas de ser produtivo, mas de apreciar os momentos. Acho que foi por isso que a presenteei com um relógio.

A música motiva as pessoas e acho que um dos objetivos da Rolex é incentivar as pessoas a atingirem seus objetivos. Para mim, é motivante lutar sempre pelo melhor. Sempre há um objetivo maior na vida, no que faço, nas artes e em tudo que posso alcançar.

O RELÓGIO DE YUJA WANG

Oyster Perpetual Datejust 31

Compartilhe esta página