Atualização do navegador necessária

Bem-vindo(a) ao site rolex.com. A fim de lhe proporcionar a melhor experiência possível no site rolex.com, é necessário que o seu navegador seja atualizado. Por favor, utilize a versão mais recente disponível para navegar em nosso site.

Siga a Rolex no WeChat por meio da leitura do código QR.

Vijay Amritraj

Todo Rolex conta uma história

Vijay Amritraj enfrentou obstáculos durante toda sua vida. Ele cresceu na Índia com uma grave doença pulmonar e passou uma grande parte da infância no hospital. Quando os médicos o aconselharam a praticar um esporte ao ar livre na esperança de que isso melhoraria sua saúde, ele escolheu o tênis. O esporte não apenas curou sua doença, mas o levou ao auge do sucesso como o primeiro atleta profissional da Índia. Em 1976, aos 23 anos de idade, ele venceu o torneio Newport Hall of Fame e ganhou um Rolex. Esse relógio esteve ao seu lado quando ele enfrentou os desafios em sua vida e quando teve perseverança para vencer a adversidade. Ele nunca deixou o seu pulso em 40 anos e ainda hoje é o seu bem preferido.

Rolex e Vijay Amritraj - Todo Rolex conta uma história
Descubra a história de Vijay Amritraj com a Rolex. O primeiro jogador de tênis profissional da Índia e Embaixador Rolex conta sobre sua carreira e seu relógio Rolex.

"A raquete de tênis e eu andamos de mãos dadas. Ela me deu coisas que eu jamais sonhei possuir. Mas, mais do que qualquer coisa, ela me deu saúde."

Segurar uma raquete de tênis na mão me dá total confiança. Ela é o objeto mais perfeito de toda a minha vida e me deu mais do que apenas uma vida normal. A raquete de tênis e eu andamos de mãos dadas. Ela me deu coisas que eu jamais sonhei possuir. Mas, mais do que qualquer coisa, ela me deu saúde. Eu fui uma criança muito doente e passava muito tempo no hospital. Os médicos acabaram aconselhando meus pais a que eu praticasse um esporte ao ar livre na esperança de que a atividade física me ajudaria a voltar a ter uma boa saúde.

Na Índia, um país com mais de um bilhão de pessoas, gastar dinheiro ganho com muito trabalho em treinamento profissional de tênis para uma criança doente era algo que a maioria das pessoas não compreendia. Mas o tênis mudou as coisas para mim, e então eu me tornei não apenas um dos primeiros tenistas profissionais da Índia, mas um dos primeiros profissionais indianos de qualquer esporte. Eu acho que o tênis foi a minha melhor educação. Ele me ensinou não apenas sobre o mundo, mas sobre mim mesmo e sobre o que alguém é capaz de realizar. O tênis me deu mais do que eu poderia ter pedido, e meu Rolex representa exatamente isso. Isso nos faz pensar no impossível como se fosse nada.

"O tênis me deu mais do que eu poderia ter pedido, e meu Rolex representa exatamente isso."

Em 1976, eu venci o torneio Newport Hall of Fame nos EUA e não conseguia acreditar que tinha recebido este relógio junto com o dinheiro do prêmio. Daquele momento em diante, ele nunca mais saiu do meu pulso. Ele ficou comigo nos bons e nos maus momentos, e 40 anos depois ainda é meu bem preferido. Na Índia, só usamos um relógio destes quando consideramos termos alcançado algo de importante. Quando eu o ganhei aos 23 anos, não achei que tivesse idade suficiente para tê-lo merecido. Eu não achava que era bom o bastante para possuí-lo, e eu apenas comecei a usá-lo porque eu o havia ganho e tinha muito orgulho disso.

Eu também tive sorte na minha vida de ter feito várias coisas, um dos destaques foi ter sido indicado Mensageiro da Paz pelo Secretário-Geral das Nações Unidas Kofi Annan junto com o lendário lutador de boxe Mohammed Ali, Michael Douglas, o ator, Elie Wiesel, o premiado com o Nobel, e Luciano Pavarotti. Eu fui capaz de ver de perto a diferença que podemos fazer quando nos dedicamos. Eu representei a Índia nos Jogos Olímpicos, carreguei a tocha Olímpica e fui homenageado pelo governo da Índia. Acho que todas essas coisas de certa forma nos estimulam a fazer ainda mais, ser capaz de ver do que o mundo real é feito. Acho que foi exatamente por isso que criei minha fundação para poder ajudar instituições de caridade na Índia.

"Ele nunca mais saiu do meu pulso. Ele ficou comigo nos bons e nos maus momentos, e 40 anos depois ainda é meu bem preferido."

Para alguém que teve uma saúde ruim na infância, é uma bênção estar usando algo que conquistei, de que posso sentir orgulho pelo resto da minha vida. Até hoje eu pergunto a mim mesmo: "O quanto você consegue ser bom? Você consegue voltar para casa todas as noites e dizer a você mesmo 'não desperdicei este dia e me esforcei muito para ser uma pessoa melhor' - o que quer que isso possa significar?" Então, quando olho para o relógio, sempre penso: "Espero que eu o tenha merecido".

Descubra as suas histórias

#EveryRolexTellsAStory