Alejandro Iñárritu & Tom Shoval

Mestre & Discípulo, Cinema

Para o discípulo Tom Shoval, o elemento mais impressionante da obra de Alejandro Iñárritu é sua capacidade de captar uma perspectiva diferente e apresentá-la em seus filmes. O sonho do jovem cineasta israelense Tom Shoval é realizar obras que sejam profundamente pessoais, mas que revelem uma experiência humana universal.

Alejandro Iñárritu

O mestre

Primeiro mexicano indicado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas a um Oscar de Melhor Diretor, o aplaudido cineasta Alejandro González Iñárritu conquistou admiração com filmes fascinantes, que captam a interconexão entre seres humanos e exploram o complexo universo do realismo dramático. Depois do primeiro longa-metragem, Amores Brutos (2000), Iñárritu realizou 21 Gramas (2003), Babel (2006) – com o qual conquistou o prêmio de Melhor Diretor em Cannes – e Biutiful (2010).

Tom Shoval

O discípulo

Aficionado por cinema desde a infância, o cineasta e roteirista israelense Tom Shoval, 32 anos, formou-se pela Sam Spiegel Film & TV School de Jerusalém. Desde então, seus curtas-metragens vêm colecionando prêmios em festivais de cinema internacionais. Seu primeiro longa-metragem, Youth (2013), estreou na Berlinale e recebeu o prêmio de Melhor Filme no Festival de Cinema de Jerusalém.